Naby Keita do Liverpool ‘sã e salva’ na Guiné após golpe militar no país

O Liverpool está “satisfeito que Naby Keita está bem e bem” enquanto trabalha para tirá-lo da Guiné após uma tentativa de golpe no país.

O jogador de 26 anos representou seu país nas eliminatórias da Copa do Mundo contra o Marrocos na segunda-feira.

A partida foi adiada após horas de pesados ​​tiroteios perto do palácio presidencial, com uma tentativa de golpe ocorrida na capital Conacri.

Um porta-voz do Liverpool disse que o clube está em “contato constante” com Keita.

“Temos mantido comunicação regular por meio da gestão de sua seleção nacional”, disse o porta-voz do clube em um comunicado à agência de notícias PA.

“Estamos satisfeitos por ele estar seguro e bem cuidado. Obviamente, a situação é instável e manteremos um diálogo regular com as autoridades relevantes enquanto trabalhamos para levar Naby de volta a Liverpool em tempo hábil e seguro.”

A seleção marroquina foi escoltada até o aeroporto e deixou a Guiné após negociações em nível de embaixada.

O técnico Vahid Halilhodzic disse à agência de mídia francesa L’Equipe que podia ouvir tiros “quase o dia todo” enquanto os membros do esquadrão e a equipe esperavam por uma passagem segura para fora do país.

Assim que o vôo pousou em Rabat, Marrocos e o zagueiro Achraf Hakimi do Paris St-Germain tuitou: “Obrigado a todos pelas mensagens e pelo apoio, foi um dia muito intenso mas graças a Deus estamos sãos e salvos em Marrocos.”

Jogadores marroquinos postaram vídeos do time e da equipe sorrindo e cantando uma versão de seu hino nacional enquanto seu vôo partia da Guiné.

O zagueiro do Wolves, Roman Saiss, é o capitão do time marroquino, com o atacante Ilias Chair do QPR e a dupla do Watford, Adam Masina e Imran Louza, também no elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *