Final da Liga dos Campeões: Pep Guardiola do Manchester City “não dá a mínima” para o árbitro

O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, diz que “não dá a mínima” que Antonio Mateu Lahoz será o árbitro da final da Liga dos Campeões no sábado, apesar de seu histórico com o oficial.

O espanhol expulsou Guardiola na derrota nas quartas-de-final da Liga dos Campeões contra o Liverpool em 2018.

Após a partida, Guardiola disse que o árbitro “gosta de ser diferente”.

Mas, falando antes da final de sábado com o Chelsea, Guardiola disse que não tinha pensado em Lahoz por “um segundo”.

“Não estou nem aí. Estou muito confiante na minha equipe”, disse o técnico espanhol. “Você não pode imaginar como estou confiante na minha equipe e no que temos que fazer.”

O gol anulado de Leroy Sane contra o Liverpool deu início ao confronto no Estádio Etihad que levou Guardiola a ser expulso e o mesmo árbitro irritou o técnico do City no jogo de 2017 com o Mônaco, quando Sergio Aguero recebeu um cartão amarelo por mergulho.

“Ele é um árbitro que gosta de se sentir diferente, é especial. Quando todo mundo vê as coisas, ele vai ver o contrário. É demais para me mandar embora porque não falei nada errado”, disse Guardiola na época.

O City enfrenta o Chelsea no Porto no sábado, depois de perder duas vezes contra a equipe de Thomas Tuchel nas últimas seis semanas, incluindo a semifinal da Copa da Inglaterra – mas Guardiola não está lendo nada sobre os resultados anteriores.

“É uma competição diferente, um novo jogo”, disse ele.

Guardiola terá a opção de jogar contra o meio-campista Ilkay Gundogan, depois que o alemão se declarou em forma e “se sentindo bem”, após uma lesão no joelho que o impediu de disputar o último jogo do City na temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *